Clubhouse, o que é e como o podes usar na tua estratégia

Clubhouse, o que é e como o podes usar na tua estratégia? | Parte 1

Imagina que entras dentro de uma casa cheia de quartos, cada quarto com um letreiro em cima da porta, com o tema da discussão de quem lá está dentro, e vais a passear pela casa até encontrares um tema que te agrade. Para quem não sabe, o Clubhouse é, explicado de uma forma muito simples, precisamente isto, no mundo digital!

É uma rede social onde a única forma de interacção é por voz, que acomoda salas discussões temáticas e que as pessoas participam ou assistem em tempo real. Entras na sala, ouves, participas, vês quem está presente. As possibilidades são várias. Contudo, como qualquer outra rede social, podes navegar pelo Clubhouse ao sabor do vento, ou podes tu tomar o leme!

Um pequeno senão desta plataforma, é que para já só funciona para IOS, estando limitada a utilizadores Apple.

Portanto, presta atenção que há algumas coisas que deves saber de antemão!

Clubhouse, o que é e como o podes usar na tua estratégia?

#1 Otimiza a tua Bio do CLubhouse

Quem usa as redes sociais, especialmente quem as usa como fonte de rendimentos, tem de se saber adaptar a cada uma. Antes de entrares em qualquer quarto do CLubhouse, seja ele grande ou pequeno, tens mesmo de ter uma Bio que atraia as pessoas e crie “engagement”. A Bio é o teu identificativo nesta plataforma, e é a diferença entre seres ou não convidado a falar nas discussões, ganhares ou não seguidores, ou convidarem-te a ser um “club member”.

Nome

E como se costuma dizer, “First things first”. Um aspeto importantíssimo que tens de saber, é que o CLubhouse só te permite mudar o teu nome na plataforma uma única vez. Sendo assim, convém que o primeiro nome que lá escreves seja o correto! Isto pode parecer um pouco estranho… “Então, até parece que vou lá meter o nome errado”. Não tem que ver com isso.

Imagina que te chamas José, e usas José como o teu nome no Clubhouse. Começas a ganhar algum à vontade e de repente dizes à malta “epa, gosto mais que me tratem por Zé”, então porque não metes logo “Zé” no nome?

Esta plataforma é bastante pessoal. Convida as pessoas a estarem num ambiente descontraído e acolhedor, então faz-te descontraído.  É recomendado e completamente aceitável que coloques a alcunha pelos quais os teus amigos te chamam, Beatriz/Bia, Joana/Ju, Frederico/Fred, qualquer coisa. Felizmente, o “José” ainda tem oportunidade de alterar o nome para “Zé”. Mas foi a última! Acerta o nome à primeira!

Foto

Já percebeste a dinâmica do Clubhouse? Entras numa sala, as pessoas vêem a tua foto a entrar, que foto deves lá ter? A tua, obviamente… Não uma foto de gatinhos, paisagens, logotipos, de grupos, nada! É a tua foto, a tua identificação, e deves manter consistência entre a tua foto principal das redes sociais que usas, porquê? Porque torna mais fácil que te encontrem depois, em qualquer rede! Um dica importante: há muita gente a retirar o seu fundo das fotos, e a preenche-lo com cores que ajudem a chamar a atenção e ao mm tempo a focá-la na tua cara. Fica sempre melhor uma cor que combine especialmente com o teu Instagram (a tua bio pode e deve ter uma hiperligação para o teu Instagram).

Bio

A bio tem limitação de caracteres (cerca de 2500, mais coisa menos coisa). Mas só porque te dão a opção de teres uma bio extremamente longa, não quer dizer que devas ter uma. E apesar de teres a opção de escrever um testamento na bio, as primeiras três linhas são cruciais, e as mais importantes. Assim que por algum motivo chamas a atenção de alguém, a pessoa vai clicar na tua foto no chatroom, e a primeira coisa que vai ver é uma espécie de cartão de identificação, com a tua foto em plano maior, o teu nome e as primeiras três linhas da bio. Consegues ver a importância de ter umas boas primeiras linhas, certo? Então, imagina, tens umas boas primeiras três linhas, cativaste ainda mais a atenção e a pessoa clica para ver o resto da bio. Sabes o que acontece normalmente, e principalmente se a bio for enorme? A pessoa faz scroll down para ler as últimas três! Portanto, tens de passar três testes para alguém ler a tua bio na íntegra. Tens de ter uma foto adequada, tens de ter umas primeiras linhas que cativem e tens de ter igualmente umas últimas três linhas que prendam!

Instagram e Twitter

Conseguiste prender a pessoa, ficou ainda mais curiosa por saber de ti e dos teus projectos. O que te falta? Simplesmente, colocares a hiperligação, que os redirecciona para o teu Instagram ou para o teu Twitter.

O ClubHouse não tem um serviço de mensagens diretas, como tem o Instagram por exemplo, portanto é recomendado que tenhas o teu perfil de Instagram e Twitter abertos e receptivos a DM’s. E pelo Insta podes então sempre ter as hiperligações para as tuas outras contas, LinkedIn, Youtube, Blog, algo que direccione as pessoas sempre para ti, que lhes mostre que és real, és interessante e que lhes mostre conteúdo de valor, que vá ao encontro daquilo que defendes nas conversas do ClubHouse.

#2 Procura o teu nicho

Assim que tiveres tudo pronto para começares a navegar pelo ClubHouse, tens de encontrar o teu público alvo. Vou partir do princípio que já estás lançada nas redes sociais e tens uma estrutura previamente montada, caso não seja o caso, recomendo que leias o ebook “Ser Um Influencer em 2021“.

Quando entras na plataforma, tens a opção de indicar os teus interesses. Isto dar-te-á várias sugestões de salas para participares. Considera o teu público-alvo, os temas que já abordas nas tuas outras redes sociais e o conteúdo que já tens criado, para te guiares aqui. Pode ser qualquer tema, sub-tema, sub-sub-tema que te venha à cabeça, de conteúdos que já tenhas, aproveita isso.

Assim quando entrares numa sala, se chamares a atenção de alguém que vai clicar para ver a tua identificação, e se continuar a ler e a ver o teu perfil, a probabilidade de se tornar teu seguidor e se juntar à tua comunidade noutras redes é enorme! E parabéns, conseguiste mais um meio de aumentar a tua comunidade! Nunca te esqueças, isto parece fácil, mas cada passo que dás tem de ser bem dado, conteúdo de qualidade é sempre palavra de ordem!

#3 Frequenta salas de conversação pequenas

“Quero começar logo onde possa receber muita atenção!” Não, não queres. Quantidade não significa qualidade. Procura salas pequenas onde o tema seja do teu domínio, para que possas participar com conteúdo relevante e atractivo. Há regras para se falar no ClubHouse, ou pode não haver regras de todo. Os donos das salas é que as criam, e podem ir desde limitar o tempo do orador, ou como se intervém. Uma das regras que vais querer procurar quando estás à procura de sala, é uma que estás habituada desde pequena: levanta a mão se queres falar! E isto é óptimo, pois cria ordem e chama logo a atenção para ti, antes sequer de falares.

Assim, quando fores falar, certifica-te que o que tens a dizer está dentro do tema de conversa, não imponhas uma variante da conversa só porque sim. Observa primeiro o desenrolar da conversa, quem está a falar, quem tem algo a dizer e o clima que se faz sentir na sala. Quando te sentires à vontade no meio, “põe a mão no ar” e aguarda a tua vez, não esperes pela oportunidade ideal para tomar a iniciativa, porque por vezes nunca aparece.

Em cada sala que vais, tens sempre a oportunidade de criar uma boa primeira impressão e, quando o fazes, as pessoas até podem imediatamente conectar-se a ti, ver a tua bio e seguir-te nas tuas redes sociais! Mas com o tempo, podes começar a encontrar as mesmas pessoas em salas diferentes, então, convém que vás adaptando o teu discurso e as tuas primeiras impressões, e não serem cópias umas das outras.

Esta é ainda uma forma incrível de começares a treinar e a melhorar as tuas skills de oradora em pequenos meios, antes de passares para as grandes salas!

Como podes ver, o ClubHouse proporciona uma forma de interacção única para já, com um potencial incrível de criar “engagement” e potencializar a tua imagem no mundo virtual. Mas lembra-te que nem todas as redes são para todas as pessoas, e nem sempre vale a pena dedicares tempo só porque sim.

Se tens dúvidas sobre como é que o ClubHouse te poderá ou não ajudar, fala comigo e juntas traçaremos a melhor estratégia para ti!