Como escolher o influenciador certo para a tua marca?

Na Consultoria para Empreendedores e Pequenos Negócios, há sempre uma dúvida em cima da mesa – como escolher o influenciador certo para a marca? Como encontrar um grupo de criadores de conteúdo de valor, com qualidade, que sejam responsáveis e façam um bom trabalho?

À medida que uma marca vai crescendo, o número de pedido de parcerias começa a aumentar. Algumas (muito poucas) fazem todo o sentido mas a esmagadora maioria dos contactos para parcerias não trazem qualquer valor à marca.

Se és um influenciador digital, antes de deitares tudo a perder com uma marca, lê este meu livro que te ensina a fazer parcerias de sucesso com marcas e a abordá-las da forma correcta.

A verdade é que escolher o influenciador digital certo para divulgar a tua marca é uma tarefa difícil. Há tantas opções no mercado que pode tornar-se uma verdadeira dor de cabeça, sobretudo quando não tens experiência em fazer parcerias.

Escolher os influenciadores digitais errados representa perda de dinheiro para a tua empresa, o que não pode acontecer. E se já tiveste uma experiência negativa com algum influencer, podes também ter alguma culpa no cartório. Podes ter escolhido alguém que não estava ao nível do teu negócio, ou não ter sabido negociar bem a colaboração.

Embora esta seja uma pergunta passível de várias respostas, vou tentar explicar por aqui o que tento explicar aos meus clientes. No final deste artigo, começarás a olhar para os influencers de outra forma e, espero, comeces a fazer as parcerias certas.

Como escolher o influenciador certo para a tua marca?

1 – Pesquisa influenciadores do teu nicho.

Se tens uma marca de bijuteria, não fará sentido contactares ou colaborares com alguém da área da tecnologia, por exemplo. Até te podes sentir vontade de investir em perfis de lifestyle porque são muito generalistas, mas a verdade é que, provavelmente, um perfil do teu nicho te trará muito mais retorno. Afinal, todas as pessoas que seguem esse perfil estão lá, precisamente, porque têm interesse nesse nicho. Logo, têm maior probabilidade de comprarem os teus produtos ou serviços.

2 – Olha além do número de seguidores.

Irias ficar surpreendido com a quantidade de “pseudo influencers” que compram seguidores, mas em alguns casos até é bastante fácil de perceber.

Da noite para o dia têm mais 1000 seguidores (ou mais!), têm milhares de seguidores e, por vezes, nem 10 comentários ou likes nas suas fotos, ou os seus seguidores estão maioritariamente na Índia ou na China. Aprende a analisar os comentários que esses “influencers” recebem, aprende a perceber a taxa de engagement, que é tão mais importante que o número de seguidores.

3 – Analisa o conteúdo

Há milhares de miúdas giras no Instagram que se intitulam de influencers mas que, na verdade, são apenas modelos. Têm seguidores porque as suas fotografias são muito bonitas e porque são muito giras ou magras. Logo, tudo lhes fica bem. Mas nós seguimos essas miúdas porque gostamos das suas fotos ou do seu cenário, não propriamente por mais nada.

Atenção – ter fotografias bonitas dá muito trabalho! Escolher as roupas certas, o local certo, a pose certa, a edição certa. Eu sei, de verdade que sei, que há muito trabalho escondido nesse tipo de perfis de modelos.

Mas a verdade é que se não houver conteúdo para além disso – boas legendas que acompanhem as fotografias – são apenas mais uma modelo. E está tudo bem! Mas não seria muito mais valioso para o teu negócio trabalhar com criadores de conteúdo que realmente consigam fazer uma boa ligação entre a tua marca e a sua comunidade?

O Story Telling é muito importante para acrescentar valor ao teu produto ou serviço e, portanto, torna-lo mais relevante aos olhos do teu público-alvo.

Concluindo…

Há ainda muito mais estratégias para aferires como escolher o influenciador certo para a tua marca. O mais importante é que não te deixes seduzir por todos os pedidos de parceria que vais receber no Instagram.

Há milhares de “influencers” que apenas estão em busca de receber coisas de borla, e que não estão minimamente preocupadas em trabalhar com as marcas certas, alinhadas com o seu nicho (a grande maioria nem tem um nicho).

Por isso, sê selectiva quando se trata do teu negócio. Analisa todas as propostas e todos os perfis. O influenciador certo para a tua marca poderá não ser aquele com o maior número de seguidores, nem aquele com as fotografias mais bombásticas. Mas poderá ser aquele que comunica exactamente para o teu público-alvo e que consegue acrescentar valor através de uma história envolvente.

E se precisares de mais apoio para escolher os influenciadores certos para divulgar o teu negócio, e até mesmo para encontrar alguns, não deixes de conhecer o meu serviço de Consultoria para Negócios onde podemos falar sobre esta tua necessidade e todos os teus objectivos relacionados com o mundo digital.

Comentar