Quanto custa criar um blog

Quanto custa criar um blog?

Oh Bárbara, mas quanto custa criar um blog? Esta é uma questão que intriga muita gente, e é normal. Por isso, hoje vou-te explicar os custos associados que vais ter ao construir o teu blog.

O primeiro aspeto que tens de ter em atenção, é que há sempre formas mais fáceis e baratas de fazer qualquer coisa, e construir um blog não é excepção. Mas, dependendo do teu intuito com o teu blog, o barato pode sair caro.

Se queres começar um blog de forma recreativa, como um passatempo e não propriamente um negócio, tens inúmeras ferramentas gratuitas, que serão mais que suficientes. Contudo, se queres começar um blog como um negócio, existem alguns custos que tens mesmo de assumir, e outros opcionais.

Como em qualquer negócio, há que haver sempre um investimento inicial. A vantagem de um blog, é que apesar de tudo, o custo inicial consegue ser dos mais baixos, com um potencial de lucros altíssimo.

Porque deves ter um blog?

Primeiro, gostava de começar por realçar quais são as vantagens de teres um blog, quer sejas um influenciador digital ou uma marca. Eu sei que as redes sociais estão na moda e que permitem fazer posts muito giros e engraçados mas… não são tuas! Se o Instagram encerrar as suas portas ou se um hacker te roubar a conta, bye bye! Com um site, isso não acontece: ele é 100% teu!

Por outro lado, enquanto existirem motores de busca, ter um site (com blog) ou um blog é uma escolha segura. Porquê? Porque todos nós fazemos as nossas pesquisas no Google. Quando tenho uma dúvida, vou ao Google – e sei que tu fazes o mesmo! E quando vou ao Google e faço uma pesquisa, aparecem-me resultados de blogs, e não de posts nas redes sociais.

Especialmente se tiveres uma marca, um blog será um investimento que te pode trazer (mesmo) muito retorno.

Quanto custa criar um blog?

Quando a maior parte das pessoas pensa em criar um blog, depara-se rapidamente com as opções gratuitas, como:

                -WordPress.com

                -Wix.com

                -Blogger.com

Estas opções, apesar de gratuitas, são limitadas se queres fazer do teu blog um negócio. Algumas limitações em questão são:

  • Não permitem que possas postar publicidades no teu blog e ganhar os dividendos que daí advêm ou de marketing de afiliados.
  • Não te deixam usar o teu nome/marca como domínio (por exemplo, barbarabacao.pt), assim ficarás preso a algo como barbarabacao.wordpress.com.
  • Não te deixam customizar à tua vontade, nem adotar um tema mais profissional.
  • Não serás dono do teu conteúdo, pelo que os direitos serão da plataforma gratuita que escolheste.
  • Limitam o número de visitantes que a o teu blog pode receber, e consequentemente o teu crescimento.

Portanto, se queres fazer do teu blog um negócio, encara-o como um negócio desde o início.

Isto significa que terás sempre um investimento mínimo inicial, que passo a explicar.

Os primeiros custos que verás, são não negociáveis, apesar de poderes sempre procurar as opções mais baratas.

  • Alojamento do blog: é onde o teu blog ficará “hospedado”. São os servidores que vão garantir que o teu blog está funcional e online. Há várias empresas do género que vamos abordar daqui a nada.
  • Nome do domínio: é a tua identidade, o teu site, o nome pelo qual as pessoas te vão encontrar (ex oteunome.com).

Assim que tiveres um servidor para alojar o teu blog, e um domínio comprado, podes finalmente passar à próxima fase, escolher o software do teu blog.

Quase todos os bloggers usam o WordPress.org (não confundir com a plataforma WordPress.com). A maior parte dos servidores instala automaticamente este software gratuitamente.

Os servidores

Então, começando por escolher um servidor, hoje vou-te dar o exemplo da Bluehost. A Bluehost é uma das muitas empresas que “alugam” o seu espaço para hospedar domínios. Os preços variam conforme o que é oferecido, mas com a Bluehost consegues facilmente um valor de cerca de 4 euros por mês para poderes hospedar o teu servidor. Uma coisa que tens de ter em conta, é que os contratos com os servidores nunca são inferiores a um ano. E os melhores preços implicam contratos de mais anos. Ou seja, para este caso específico, este valor seria para um plano de três anos, o que implicaria um investimento inicial de 144 euros, para teres onde alojar o teu blog por três anos.

É muito raro encontrares alguma empresa do género que te faça um contrato de servidor por menos de um ano, por isso conta com este custo não negociável.

Os domínios

Agora que já tens onde alojar o teu blog, vamos ao domínio. Os custos com domínios podem ir dos 15 aos 25 euros anuais. Alguns servidores oferecem-te o primeiro ano do domínio gratuitamente, o Bluehost é um exemplo, mas é um custo que tens de ter em conta.

Por isso, podes contar com um investimento inicial inferior a 100 euros, para começares o teu blog! Como te disse anteriormente, um blog tem um custo inicial baixo, mas um imenso potencial de lucro!

E pronto, com estas duas coisas podes começar o teu blog. Contudo, existem custos adicionais opcionais, mas recomendados. Estes custos já vão fazer com que o investimento inicial seja maior, mas se é algo que podes suportar, valerá em muito o investimento.

Tema WordPress: 0-100 euros

Se tens algum dinheiro disponível para dedicares ao teu blog, então recomento mesmo que o gastes num tema já criado pelo WordPress. Estes temas , ou Templates, são a estrutura gráfica que vão definir a aparência do teu blog. A primeira vez que entrares no teu blog depois de teres os outros dois passos feitos, verás uma página com um tema bastante simples e pobre, que vais querer mudar imediatamente.

O WordPress tem vários temas gratuitos, mas como deves imaginar, cheios de limitações. Portanto o ideal é mesmo investires num tema premium. Permite-te não só poupar imenso tempo, permite várias funções de customização e funcionalidades e ainda dão ao teu blog o ar profissional que tu vais querer que ele tenha. Existem vários temas pagos, em que os valores vão dos 30 aos 100 euros. A coisa boa aqui, é que é um custo único. A partir do momento que compras um tema, é teu. Não tens de pagar mensalidades ou anuidades por ele.

Aqui, o meu conselho é, ao escolher um tema, escolhe um que gostes mesmo! Não vás só pelo preço. Estás a criar a imagem do teu produto, vais ter de olhar para ela todos os dias, e vais ter toda a gente a olhar para ela também, portanto mais vale que seja mesmo aquilo que querias.

Aprender sobre Blogging

Outro aspeto importante, como em tudo, é investires na tua educação e nos conhecimentos sobre a área de negócio em que estás a investir. Existem inúmeros cursos e ebooks sobre o tema. O maior benefício aqui é a aquisição rápida de conhecimentos e de informação, que levarias meses para descobrir por ti. Aprende com os erros dos outros, descobre o que resulta e o que não resulta, e diminui o tempo que levas desde que começas até começares a ter lucros com o teu blog. O conhecimento é a chave para o sucesso, e o investimento no mesmo nunca deve ser descredibilizado.

Podes aprender tudo sobre “Guia do Blogger” no meu novo ebook, onde explico tudo, mas mesmo TUDO sobre como dares esse passo com uma estratégia para o sucesso desde o primeiro momento.

Plataforma de Email Marketing

Existem ainda custos adicionais, que não recomendo para uma fase inicial, mas para quando o teu blog já tem mais algum tempo de vida / maturação. O primeiro que deves ter em conta é numa plataforma de email marketing. Apesar de nem todos os bloggers começarem a criar uma lista de emails, ter uma pode vir a ser bastante útil para aumentares os lucros do teu blog. Podes construir uma comunidade fiel e que queira comprar os teus produtos, ou produtos do qual és afiliado.

Mais uma vez, tens opções gratuitas, mas limitam-te o número de subscritores (normalmente em mil). Se queres crescer mais, prepara-te para isso.

O MailerLite é uma dessas plataformas, oferecem-te um plano gratuito até aos mil subscritores e a partir daí tem um custo de entre 10 a 50 euros mensais. Pessoalmente tenho usado o Mailchimp e considero-o muito intuitivo e prático.

Ferramentas de automatização das redes sociais

Outra coisa que custa dinheiro, mas que te fará poupar imenso tempo. Prepara o teu conteúdo e agenda nas diversas redes sociais. Para te manteres fiel aos horários em que postas algo no blog ou noutras redes sociais, porque a tua comunidade se te for fiel vai estar à espera que cumpras esses horários, usares uma ferramenta destes é crucial. Planeia com tempo, agenda a publicação, e se naquela hora não tiveres oportunidade de aceder à net, não tens de te preocupar, porque a tua presença será marcada na mesma!

Como exemplo aqui dou-te o Tailwind, que tem um custo de 15 euros por mês. Uso-o para agendar todos os meus posts no Pinterest e, graças a ele, pude aumentar rapidamente o tráfego do meu blog sem grandes chatices, poupando imenso tempo!

Pluggins do WordPress

Ora, aqui é algo que podes ou não aderir. Pessoalmente não recomendo, porque as opções gratuitas são efectivamente suficientes. Mas se achares que as pagas se adequam mais a ti, por algum motivo, também podes e deves optar por essas!

Estes pluggins dão-te várias funcionalidades especificas, há uma panóplia imensa, desde criação de botões de hiperligações, melhoria da segurança do teu blog para ameaças externas, aumento de velocidade a que o mesmo corre, etc.

Outros softwares

Chegarás a um ponto em que o a tua carreira como blogger vai de vento em popa e vais precisar de uns extras para te ajudar a organizar tudo. Um exemplo disso é o software SendOwl. É uma plataforma de ecommerce que podes associar ao teu blog e gerir assim a venda dos teus produtos, como ebooks, workshops gravados, etc.

Tens de ver que tipo de software se aplica ao teu blog em específico e avaliar se te compensa ou não o investimento.

Conclusão

Assim, como podes ver, começar um blog é relativamente barato, se fores pelo mínimo indispensável. E mesmo com os extras recomendados iniciais, não é um investimento assim tão grande quanto isso. O potencial é tão grande quanto o tempo que dedicares não só à criação do teu blog, como a aprenderes sobre como o potencializar. E só depende de ti, tornar o teu blog num sucesso!

Se queres mesmo ser um blogger de sucesso, espreita o novo ebook que criei a pensar em ti!